Empresas que contratarem ex-detentos poderão receber selo de reconhecimento

Parlamentares estudam a criação de um benefício para as empresas que contratarem ex-detentos. A Comissão de Desenvolvimento Econômico aprovou proposta (PL 709/11), do deputado Weliton Prado, do PT de Minas Gerais, que cria o selo Parceiros da Ressocialização para reconhecer a contribuição dada pelas empresas que contratam pessoas saídas do sistema prisional.

Mas o relator, deputado José Augusto Maia, do PTB de Pernambuco, afirmou que está em estudo a possibilidade de acrescentar um benefício nas próximas comissões que vão analisar a proposta.

O texto aprovado prevê que o Poder Executivo atribua o certificado anualmente às empresas. Elas poderão utilizá-lo para sua promoção. O coordenador-geral da Associação Cultural e de Desenvolvimento do Apenado e Egresso, Rogério Araújo, observa que trabalhar com uma população que se viu excluída da sociedade não é fácil, mas acredita que a iniciativa pode contribuir para mudar esse quadro.

“É um projeto que vai trazer credibilidade sim à mão de obra do detento e vai quebrar paradigmas. As pessoas vão ver que os detentos têm potencial, têm capacidade e, além disso, precisam ser reinseridos não só no seio familiar, mas também no social.”

Para o diretor da unidade Sest/Senat de Rondônia, Luiz Marques, que já desenvolve esse trabalho, é importante que sejam atingidos também aqueles que ainda estão no sistema prisional.

“Poder pegá-los antes de sair da cadeia para que eles possam vir para o trabalho de manhã e voltar à noite. Eu acho mais interessante do que o que sai da cadeia, tentar algo com essa pessoa. Muito mais do que o trabalho fixo e o dinheiro, é voltar a pensar como um cidadão.”

O deputado José Augusto Maia afirma que garantir a reinserção do preso no mercado de trabalho também previne a reincidência.

“Na realidade, mesmo sendo preso por assalto ou qualquer delito, o objetivo é dar guarida a essas pessoas para que elas não voltem mais para o crime.”

A proposta que cria o certificado de Parceiros da Ressocialização será analisada pelas Comissões de Segurança Pública e de Constituição e Justiça. Se aprovada, segue para o Senado.

Fonte: Câmara

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: