‘O Ministério Público não pode ser parte e juiz’, afirma Ives Gandra Martins

Jurista explica como funciona o Projeto de Emenda Constitucional (PEC-37)

Nesta segunda-feira, Jô Soares conversou com o jurista Ives Gandra Martins. Durante o programa, ele comentou sobre o PEC-37, um Projeto de Emenda Constitucional sobre as incumbências do Ministério Público e da Polícia nas investigações. “O Ministério Público não pode ser parte e juiz ao mesmo tempo”, contou.

Segundo Ives Gandra Martins, o Ministério Público não tem o direito de comandar uma investigação. “Eles têm o direito de requisição, mas quem tem que presidir é o delegado”, declarou no Programa do Jô.

Ives Gandra Martins participa do Programa do Jô desta segunda (Foto: TV Globo/Programa do Jô)

Fonte: http://tvg.globo.com 

CLIQUE AQUI E CONHEÇA AS OBRAS DESSE RENOMADO JURISTA, PUBLICADAS PELA REVISTA DOS TRIBUNAIS

Uma resposta

  1. Concordo. Infelizmente o MP está perdendo as suas raízes e se tornando um órgão de acusação. Aliás, o MP só investiga o que dá retorno midiático. Eu não vejo o MP investigar determinados políticos, não vejo o MP investigar homicídio de pobre. Só vejo o MP na mídia.
    Quem deve investigar é a autoridade policial. A função do MP é outra… Aliás (sendo sarcástica), qual é mesmo a função do MP, além de conceder entrevista ao JN????

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: